200403_eco_novasfuncionaddin_blog

Aprenda em 5 minutos a usar as novas funcionalidades do ADD-IN: o ECOPortfólio e ECOBenchmark

Priorizando a sua produtividade e a facilidade em lidar com informações quantitativas, a Economatica desenvolve ferramentas que otimizam o tempo de quem busca resultados consistentes.

Com a ferramenta ADD-IN para Excel da Economatica, você ganha tempo e produtividade automatizando o acompanhamento ou simulação das suas carteiras de investimento, gerando gráficos e lâminas, e ainda rebalanceando a composição no tempo.

Assista ao vídeo e saiba como usar as novas funções:

ECOPortfólio

A função ECOPortfólio facilita a simulação de carteiras com ativos de fundos imobiliários, ações, índices e outros, sendo apresentada via percentual ou via financeira – de acordo com o tipo compatível com as informações incluídas na carteira.

  • Carteira Percentual: informa os pesos percentuais de cada ativo em uma ou mais datas;
  • Carteira Financeira: informa cada transação de compra e venda.

Com essa função, você define a composição de uma carteira de investimentos com qualquer ativo que esteja disponível na base de dados da Economatica: ações, ETFs, fundos, entre outros. 

Depois de usar a ECOPortfólio, você utilizará a função ECONOMATICA para obter dados, como série histórica do valor da cota desta carteira, o retorno no ano da carteira, a volatilidade da carteira, comparar o desempenho da carteira com o desempenho de um benchmark e fazer um gráfico com a evolução do valor da carteira.

ECOBenchmark

Permitindo a criação de um benchmark, a função ECOBenchmark ajuda a definir um ativo e o tipo de operação fundamentado na base de dados da Economatica.

Com ela, é criada uma série de preços para este benchmark de maneira que seus retornos sejam iguais aos retornos do ativo usado como base, mas amplificados por um fator escolhido pelo usuário. Esta amplificação dos retornos do ativo base pode ser feita através da adição de um fator (IPCA + 6%) ou através da multiplicação por um fator (110% do CDI).

Ex.: S&P 500 + 6%, CPI-U + 4%, 110% do T-Bond etc. 

A série de preços da função benchmark é construída de maneira que as variações diárias do benchmark sejam, neste exemplo, 110% das variações diárias do ativo usado como base.

Uma consequência matemática disto é que as variações anuais do benchmark serão apenas aproximadamente iguais (e não exatamente iguais) a 110% das variações anuais do ativo usado como base. A data de início da série do benchmark coincidirá com a data de início da série do ativo usado como base. Na data final, o valor da série do benchmark será 100.

Menos complicado e mais rápido

As novas funções da plataforma da Economatica foram inseridas para tornar a ferramenta ainda mais produtiva, permitindo que os usuários ganhem mais tempo com um sistema descomplicado e fácil de ser utilizado.

Para saber mais, agende um treinamento ou solicite ajuda na implementação das novas funcionalidades nas suas rotinas: info@economatica.com.br

Não perca seu tempo fazendo cálculos.

Gaste seu tempo com o que realmente importa: os resultados.

ESTUDOS RELACIONADOS

Grandes bancos – Consolidando resultados no prim…

O levantamento considera os resultados trimestrais dos quatro maiores bancos do Brasil...

Leia mais

8 de maio de 2020 | Por Economatica

Evolução da alocação de Títulos Públicos e O…

O levantamento foi efetuado considerando as seguintes condições: – Listamos todos os...

Leia mais

7 de maio de 2020 | Por Economatica

Relatório mensal de fundos de investimento por cl…

Com base nos dados disponíveis na nossa plataforma de análise (fonte CVM/ANBIMA),...

Leia mais

6 de maio de 2020 | Por Economatica