Nos nove meses de 2019 a B3 atinge o maior valor de negociação da história

O volume financeiro movimentado pela B3 no ano de 2019 até o dia 24 de setembro é de R$ 2,67 trilhões, que é o maior valor anual já movimentado pela bolsa paulista historicamente. Temos ainda três meses de negociação pela frente, o que deve levar esse patamar para níveis maiores.

Se analisarmos os números ajustados pela inflação medida pelo IPCA verificamos que o volume dos nove meses de 2019 é de R$ 2,69 trilhões, valor que só é inferior ao do ano de 2018 quando a bolsa movimentou R$ 2,78 trilhões.

Em dólares o melhor momento da bolsa foi no ano de 2011 quando movimentou US$ 846 bilhões.

O gráfico mostra o volume financeiro fechado em cada ano comparado com o volume até o dia 24 de setembro no ano de 2019.

Volume médio diário anual

O volume financeiro médio diário no ano de 2019 até o dia 24 de setembro é de R$ 14,5 bilhões/dia, que já é o maior volume movimentado pela B3.

Com valores ajustados pela inflação o volume em 2019 até o dia 24 de setembro é de R$ 14,73 bilhões/dia, que também é o maior já registrado pela B3.

Em dólares o volume financeiro médio diário também é o maior no ano de 2019 com US$ 3,76 bilhões/dia.

As ações mais negociadas

A lista abaixo lista as 20 ações com maior volume financeiro médio diário da B3 no ano de 2019 até o dia 24 de setembro.

As duas ações mais negociadas concentram 17,16% do volume total da B3.

Os segmentos da B3 com maior volume negociado

A tabela abaixo lista os 20 segmentos com maior negociação na B3.

Os dois principais concentram 32,74% do volume total da B3.

ESTUDOS RELACIONADOS

Participação da União Federal e BNDES nas empre…

A tabela abaixo elenca a participação da União Federal e BNDES em...

Leia mais

5 de dezembro de 2019 | Por Economatica

Bancos brasileiros têm a maior rentabilidade sobr…

A base de dados da Economatica tem 453 bancos da América Latina,...

Leia mais

29 de novembro de 2019 | Por Economatica

Construção – Setor registra retomada de lucrat…

O levantamento abaixo de empresas do setor de construção de edifícios residenciais...

Leia mais

22 de novembro de 2019 | Por Economatica